Tu és

Author: Hugo Torres / Etiquetas:



Tu és dor, és prisão,
Uma criação de fria pedra,
Um punhado de cinza negra
Arrancado do meu coração.

Tu és frio, o mar
E toda a sua imensidão...
Um pedaço de luar
Ao qual rezo perdão.

És o mundo no horizonte infinito...
És a distância entre mim e um grito
Dos meus lamentos finais!

Oh, quem me dera tornar meus sonhos reais!
Oh, quem me dera livrar de todos meus ais!
Mas és lágrima no rosto... Meu desejo finito!

1 comentários:

Van disse...

Lindo poema!
Bela composição.

Foto e poesia....
Muito bom.

Beijucas